Janaína Brás

Então o anjo disse-lhe: "Mulher, tua religião é selvagem, tua oração é o abismo."

ROMA DO AMOR IGUAL

Meu

Nome

É

Gal,

eu

amo

igual…

Grávida de lobos fortes. Os dois uivam tanto, quisera ser surda para não o saber. Um deles me parece certo, mas – fatalidade – perde o gosto à toa. Ai, como cansa o pêlo lustroso da calmaria! O equilíbrio pereniza o rio caudaloso dos anseios, e eu, por isso mesmo, enjôo feito gata parida. Peço que se retire ou que durma. No acalanto, a voz suave: ‘te perdôo por te trair…’

O outro é arredio, nem me olha, faz pouco caso. Uiva e passeia as entranhas. Anuvia certezas, destrói constatações, causa embrulhos estomacais no juízo. Desafia o que de mim sobra que ainda não se encolheu ante a agudeza incômoda da presença não anunciada. Uma alma em meus lençóis, desferindo suores, fazendo arderem-me os olhos roucos de gozo. Rasgadura na pele – unha riscando lousa de giz. Mete o dedo na minha cara: ‘uma mulher não deve vacilar!’.

A paz é solitária e morre faminta embalada de abandono.

A fome, mãe dos prazeres e dos lobos arredios, mata. E dá luz.

Não é desejo o que me vem de capricho, é sou/somos – todas, uma só. Um deles já me vale uma alcatéia, suplicando necessidades das que mastigam gengivas na ânsia quase vexatória de morder-lhe as orelhas. Dia e noite, Romas se erguem do Cio.

* No ano em que ela percebeu que essa canção merece 10 segundos que sejam de voz grave. Depois, os berros da peleja-delícia com a guitarra.

Escandalosa é toda mulher.

Anúncios

Filed under: dos meus plurais, , , , ,

One Response

  1. Vamos dar inveja a esses enjoos de lobo, enjoando o estomago com algumas cervejinhas?

    Depois de sexta, serei outra pessoa!
    Quero ve-la.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

apresentações

Fico calada em eventos sociais e falo pelos cotovelos em varandas e cafés. Gosto de estar no meio da gente e perco tempo na vida dos outros, depois abro meus cadernos e escrevo. Penso na estrada 24 horas por dia. Sou de lá como quem está sempre a caminho.

Minha memória parece ter sido feita para ouvir e reter histórias. É como construo minha própria emoção diante do mundo, através do ouvido absoluto às vozes dos outros. A educação formal que persigo é consequência dessa multidão dentro de mim - as borboletas do meu estômago.

Portanto, por ora, sou graduada em jornalismo pela Universidade Federal do Ceará e mestranda em Economia Política Internacional pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Mas venha com música, literatura e um sentimento de mundo aqui pra casa, e teremos assunto pra muitos anos.

%d blogueiros gostam disto: